AINDA BEM QUE TENHO UMA BICICLETA!!!

“Eu entendo que as pessoas tenham inveja de mim. Muitos nem querem ter. Mas, minha evoluçao é tao rapida que nao tem como.”Preparaçao para mais um dia de espetaculos nas ruas da França

Cheguei a Toulouse ha 2 meses e 15 dias. Estava completamente na merda. Fudido! Perdi contratos importantes, (contratos de alto valor financeiro que nao me deixariam passar um inverno dificil); investi muito dinheiro e acabei na lama ja que, com contratos anulados, nao tinha como repor a quantia investida.

Vim a Toulouse como um nordestino que vai a Sao Paulo: em busca da terra prometida!

Na verdade, em alguns momentos pensei em desistir até de viver. Nao que fosse “fazer isso de verdade”. Quem me conhece sabe como sou: exagerado e vivo de verdade cada momento como se fosse o ultimo. Enfim, mesmo acreditando, estava desacreditado.

Bati em todas as portas. Pedi ajuda. Aprendi que, nao devemos nos envergonhar em pedir quando precisamos. “Tive sorte” de bater na porta certa. Um lugar que me acolheu e entendeu que eu nao era uma pessoa ruim. Pelo contrario, assim como eles, estou apenas buscando meu lugar ao sol. Nao foi tao facil assim, mas vou “romancear um pouco” para nao entrar em detalhes mais humilhantes.

A casa que me acolheu, é uma residência temporaria de artistas. Como disse, temporaria. Normalmente, as pessoas podem ficar aqui no maximo um mês e meio. IMG_2924

Acredito em destino. De verdade, acho que a vida te leva às vezes a lugares inusitados e te deixa la um tempo para que você aprenda alguma coisa, mesmo você nao querendo. Ou talvez você seja o instrumento para passar alguma mensagem às pessoas. Sinto isso ja que, a cada dia, vejo mais e mais pessoas se entusiasmarem com minha historia e acreditarem que sonhos sao sim realizaveis.

Algumas semanas depois de chegar a Toulouse, sofri um acidente com meu carro. Nada grave. Mas amassaram a lateral esquerda quebrando meu farol. Como estava no periodo de vacas muito magras, decidi arrumar depois. Com o seguro do carro atrasado, farol e placa quebrados, estava pedindo para ser parado em uma blitz policial. Nunca fui.

Também, ha algum tempo nao saio à festas. Nao virei aquele cara chato que repudia quem se diverte. Pelo contrario: quando mais jovem, curtia sair todo dia. Adorava dançar e ser o centro das atençoes. Nao mudei muito quando saio… Mas essa é outra historia.

Um dia, indo para o treino de trampolim, tres e meia da tarde, tres policiais vindo a pé pela rua, me pediram para parar o carro. Apreenderam meu veiculo apos constatar todas as irregularidades.

IMG_2616
sim, neste dia o pneu traseiro estava furado; Sorte ne?

IMG_2617

Iupiiiiii Roda Nova!!! 25€ - Tipo 50 reais pra você ai no Brasil
Iupiiiiii Roda Nova!!! 25€ – Tipo 50 reais pra você ai no Brasil

Fiquei triste. Pensei nesse momento que nao merecia tudo aquilo. Mas, olhei o lado positivo como sempre e pensei: ainda bem que tenho minha bicicleta. Podia ser pior: eu poderia estar a pé.

Tinha sido dada a largada para me cansar mais um pouquinho:

° 25 minutos para ir ao local do primeiro treino;
° Treinar 4 horas;
° 45 minutos para ir para o ginasio;
° Treinar mais 4 horas;
° 50 minutos para voltar pra casa;
° Cansado, comer e dormir porque tomar banho, a preguiça nao deixava.

IMG_2614Fiz audiçao para entrar em uma universidade de circo. Muitos me disseram: “Raul, é hora de fazer as pessoas aprenderem com você, nao o contrario.” Pensei que o “caminho mais facil” poderia me dar um pouco de descanso. Ledo engano. Nao passei na audiçao. Mas o que levantou minha moral foi ter visto as pessoas que entraram no meu lugar. Nao entendi porque a universidade tinha escolhido eles. De verdade, pensei: “acho que simplesmente nao era pra eu entrar. Devo continuar o caminho e historia que comecei.”

Pensei em entrar em uma escola e ter as ajudas financeiras desejadas para criar meu proximo espetaculo. Mas a vida me mostrou que, para mim, as coisas nao serao “mais faceis”. Tenho que ralar pra conquistar cada “pequena coisinha”. Na mesma semana em que nao fui aceito na audiçao da universidade, fiz espetaculos nas ruas da França. 3 dias. 3 espetaculos: 700€!!! O suficiente para pagar o aluguel onde estou morando, comida e até comprar um carro de ocasiao.

Praça do Capitole (Toulouse - França) - uma das praças onde me apresentei
Praça do Capitole (Toulouse – França) – uma das praças onde me apresentei
Marchê St. Aubin - Preparaçao do meu pequeno e mais célebre espetaculo O Circo de um Homem So - Primeira Parte
Marchê St. Aubin – Preparaçao do meu pequeno e mais célebre espetaculo O Circo de um Homem So – Primeira Parte

A minha filosofia de que “as pessoas doentes nao estao nos hospitais, estao nas ruas”, ganhou força e me apeguei ainda mais ao meu show. Quanto mais via pessoas saindo felizes de uma apresentaçao nao programada, no meio da rua ou de uma praça, mais eu me empolgava.

Fui falar com “A” instituiçao circense de Toulouse: a Grainerie. Com o “culhao na mao” e cheio de esperanças, tentei apresentar meu projeto pro diretor da “fabrica de artes circenses”. A Grainerie é um local destinado a criaçao e difusao de espetaculos. Uma companhia pode reservar um estudio de criaçao e se apresentar. O estacionamento abriga lonas de circo que fazem suas temporadas e vao embora. Enfim, um espaço destinado a artistas e a troca de experiências artisticas.

Minha reuniao com o diretor foi boa, até o momento em que mostrei uma foto do meu espetaculo: uma foto com o nariz vermelho de Palhaço…

Escadaria do Marchê ST; Aubin (Toulouse - França) - uma das praças onde me apresentei
Escadaria do Marchê ST; Aubin (Toulouse – França) – uma das praças onde me apresentei

Captura de Tela 2012-01-14 às 12.50.59Captura de Tela 2012-01-14 às 12.51.12Como ja esperava, Toulouse é conhecida por trazer às artes do circo um olhar mais contemporâneo. Isso significa que a técnica e tradiçao, têm sido jogadas cada vez mais de lado, em busca de uma plasticidade e troca de sentimentos mais intensos.

Nao sou contra a arte contemporânea!!! Sou contra os programadores acharem que, esse “olhar novo” é que os faz melhores que os circenses tradicionais.

Ao assistir espetaculos contemporâneos na França, falei com firmeza para o diretor:

– Escute, por favor! O publico ainda quer ver o Palhaço que bate o nariz na porta e leva uma torta na cara! Ele quer ver uma técnica espetacular! Existe uma procura disso e vocês -programadores- estao fazendo de conta que ela nao existe. So me pergunto porquê? Enquanto isso, circenses como eu estao abandonando anos e anos de  treinos e investimentos para procurar outro emprego, simplesmente porque precisam sobreviver e nao têm como trabalhar. é por isso que fui me apresentar na rua. “So preciso” do publico para sobreviver. Faço um trabalho honesto, sincero, dou o meu melhor e respeito meu patrao, (o publico), ao maximo. Durmo cedo, treino 8 horas diarias e consigo viver dos espetaculos que faço na rua. Mas, estou cansado também. Adoraria poder me apresentar mais em teatros e me cansar menos, ja que, sabemos que fazer um espetaculo na rua nao é tarefa facil e nao é para qualquer um.”

Ele me deu razao. Disse que estavam criando uma forma diferente de tentar fazer as pessoas olharem o circo e acabaram esquecendo que ainda existe uma procura do que eu acabara de mencionar.

Treino de mastro chinês na Escola de circo LIDO - em Toulouse na França
Treino de mastro chinês na Escola de circo LIDO – em Toulouse na França

Nao fechei um contrato com ele, (ainda), mas fiz com que o “todo poderoso” parasse alguns segundos para pensar em suas atitudes. Lembrei que, essa é a funçao social do artista: FAZER PENSAR!

Ele me apresentou uma “mediadora cultural”. Apresentei meu projeto a ela e falei que também poderia dar cursos. às vezes o “santo bate” e fui chamado para ministrar uma semana de cursos com jovens de bairros carentes e crianças com alguma deficiência motora. Os cursos foram maravilhosos! As assistentes sociais, os educadores e a mediadora me perguntavam todos os dias se existia a possibilidade de continuar esse trabalho no futuro. Deixei a questao em aberto, ja que, como circense, nao sei onde estarei amanha.

Enfim, ainda nao sai do buraco completamente. Mas ja estou vendo luz. Encontrei mais uma vez uma maneira de me levantar. Sairei do buraco e continuarei meu caminho, rumo à “Atlantida, a terra prometida”.

Ah! Nao passei na audiçao, mas os diretores da escola disseram que as portas da escola LIDO estao abertas para mim. Caso eu precise de alguma coisa, é so falar. Na Grainerie, a sala de treinos esta aberta para mim e em breve eles me emprestarao um teatro para que eu possa filmar meu novo numero de mastro chinês. Ja a residencia de arttistas, nao me disse “fique para sempre”, mas me deu o tempo que for necessario para que eu encontre um apartamento.

Minutos antes da audiçao na escola de circo LIDO, em TOulouse na França
Minutos antes da audiçao na escola de circo LIDO, em TOulouse na França

Coloquei como meta, investir em meus treinamentos mais um ano ou dois. Quero entrar no Cirque du Soleil. Comecei a fazer circo porque vi uma fita cassete em 2000. Era o espetaculo Quidam. Nao quero morrer la no cirque, apenas entrar para falar a mim mesmo: “eu consegui! CARALHO!!!”

E depois, sera hora de rever o que farei.

“Cheio de esperanças e sonhos, sigo meu caminho / Nao sei onde chegarei, mas tenho certeza de que algumas vidas transformarei / Sou artista de circo, sou palhaço e brincalhao / Mesmo falando muita besteira / Sempre falo com o coraçao.” (Milho Baunilha ;o)

One Comment Add yours

  1. Veiga diz:

    Falar, ou comentar uma jornada de vida, é algo que, pode não soar sinceridade; porém, não há como não admirar sua dedicação.
    As dificuldades são lições, isto devido que, por maior que seja a nossa razão (seja por qualquer temática), não somos donos de verdades absolutas; e o mundo cria-nos mecanismos, onde a superação é o ponto de equilíbrio.

    Gostar

Compartilhe conosco sua opiniao

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s