O mundo do circo em lágrimas

É neste exato momento que você já “conhece a música” mas mesmo assim sabe que vai se emocionar…Milho Baunilha o Palhaço

Nada é mais horrível do que receber a triste notícia que alguém partiu.

Com a desvalorização da vida humana, escutamos tanto aqui e acolá sobre pessoas morrendo, sofrendo e infelizmente, (não deveríamos), as mortes acabam virando coisa natural.

De fato, a morte é o curso natural. Não deveríamos dar tanta importância à ela afinal, temos uma vida inteira diante da gente.

Mas não é bem assim. A morte é um divisor de águas. Se você se dá conta que tudo pode acabar de um segundo a outro, sua vida passa a ter muito mais sentido.

Capture d_écran 2018-03-19 à 11.04.32

Hoje, ao ligar meu computador, dou de cara com a notícia de que o francês Yann Arnaud faleceu após cair de uma altura considerável em pleno espetáculo.

Assisti ao vídeo, vi imagens mas não compartilharei aqui nada que mostre Yann errando. Porquê?

Nós artistas, buscamos o reconhecimento do público em vida. Fazemos tudo para que o público seja feliz.

A coisa mais triste que existe para um artista é um acidente. Nada é mais desestabilizador do que errar e ter que parar os treinos, shows.

Desta forma, se a gente pudesse ter um desejo, com certeza seria o de nunca morrer em cena. A gente pode até morrer depois de uma grande performance, isso nos tornaria incrivelmente inesquecíveis. Sair na apoteose de um aplauso. Ser condecorado pelo público. Uma morte incrivelmente feliz, cheia de adrenalina.

Não foi o caso desta vez… Ele partiu fazendo o que amava. Mas algo não permitiu que ele continuasse sua performance.

Pai de 2 filhas, casado, artista. Fica aquele sentimento de perda irreparável.

A gente, acrobata que é, nunca pensa no que poderia acontecer se falharmos. O perigo existe, está sempre do nosso lado.

Quando um de nossos irmãos falha e um acidente acontece, a gente se recoloca em questão.

O artista de circo é um guerreiro. Luta muito para sempre dar seu melhor em cena afinal, o grande rei, (o público), é implacável.

Não posso falar sobre como ele era. Posso apenas dizer que esta manhã as lágrimas escorreram pelo rosto como se o conhecesse, como se ele fosse realmente da minha família.

Os acidentes, as perdas existem para nos ensinarem alguma coisa. Nada é por acaso. Desde cedo, o mundo inteiro está falando sobre o acidente de Yann. O mundo inteiro compartilhando imagens de seu acidente. O mundo inteiro entendendo que, o que fazemos, merece muito respeito, que não é fácil e que brincamos com a morte todos os dias com o único intuito de entreter nosso amado patrão: o público.

Sim: é muito duro continuar depois de uma tragédia. Coração em pedaços, medo, lágrimas.

Momentos como esse, de profunda tristeza e comoção, empatia e solidariedade total com a família e amigos próximos.

É muito duro e triste mas THE SHOW MUST GO ON.

E ele vai continuar em sua homenagem caro amigo.

Descanse em paz, Yann.
Abaixo um vídeo promocional do grande trabalho de Yann.


capa face.png

milho luto

Compartilhe conosco sua opiniao

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s