Ora bolas…

Você decide não querer mais nenhum relacionamento afinal, depois de concluir que você é apenas mais uma “vítima de uma maldição”, o que resta é concentrar-se em seu trabalho.

Entretanto a vida te prega peças. Pessoas aparecem dizendo ser “a solução para os seus problemas”.

“Você vive falando de amor e quando oportunidades aparecem você se protege… Isso não é ser honesto”.

Daí você abre uma janela e a pessoa entra com tudo. Desconfortável no começo, a vida começa a te mostrar que nem sempre é malvada.

Você sempre disse não, se fechou, protegeu. Quando decide dizer sim, baixar a guarda, tirar a proteção, o outro muda drasticamente de comportamento. Resultado: “você me sufoca”, “preciso de tempo e de alguém que tome conta de mim”.

Daí você toma aquela decisão que ninguém curte. É obrigado a dizer tchau porque já não está tão legal quanto antes.

Neste intervalo, a pessoa criou um discurso de proteção e acredite: mesmo continuando a mesma pessoa, voltando diversas vezes em minhas posições, acordando meu tempo, vida, história, sentimento… Não passo de alguém que “deu apenas vento”.

É exatamente nessa hora que você vê que “uma pessoa normal”, com uma “vida e obrigações normais” nunca entenderá a dimensão do que é ser Palhaço e estar constantemente aprendendo sobre si e acreditando e sofrendo com os outros.

As pessoas são resultado. Nós estamos em transformação.

Me lembro que, após diversas “conversas psicológicas”, (onde escuto e coloco questões para deixar sair o que há de melhor na pessoa), lhe disse para realmente ir encontrar um terapeuta ou psicólogo pois como era muito próximo dela, cedo ou tarde ela se voltaria contra mim por eu saber demais sobre seu “jardim secreto”.

A ironia é que seu psicólogo lhe disse para que ela me deixasse…

Recapitulemos, porque agora minha cabeça enrolou: 1) não quero relação mas ela diz que estamos juntos. 2) Saímos, curtimos, me interesso por sua vida. 3) Faço concessões e fico mais presente. 4) Deixo claro que não podemos ficar juntos. Ela chora, diz que se sente sozinha e que não dou nem uma chance para essa relação. 5) Me sinto culpado, me aproximo. 6) Ela se sente sufocada e sai com outras pessoas… Mas diz que quer ficar comigo… Não ligo para os outros pois também saio com outras. 7) Ela diz que procura alguém pra tomar conta dela. Saio sem dizer nada. Espero alguns dias para ver sair o verdadeiro sentimento. 8) Vejo hipocrisia pela internet. O tempo passa. 9) Devolvo os presentes que ganhei. Encontro alguém que diz “tudo que você me deu foi vento”. 10) “Dividir minha história, meus sonhos e minha filosofia de vida é vento pra ti?” Ela diz sim.

Neste momento penso: ufa! Que bom que acabou.

Porquê não existe nada mais horrível para um Palhaço que ter a impressão de estar ao lado de alguém sem sentimentos.

Sabe meu ego? Esqueci onde deixei. E é só por isso que ainda me machuco pois ainda acredito nas pessoas.

Direi mil vezes: se for verdade, se aquilo que vivemos foi realmente sincero, 10 anos se passarão e você ainda estará aqui, no meu coração.

Só que o mesmo tempo que aproxima, distancia.

Adeus.

Compartilhe conosco sua opiniao

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s